A idéia que vendeu Obama

Meu brilhante amigo Paulo Pedó, que sabe tudo de marketing vive me dizendo que “as pessoas não compram produtos, elas compram histórias.” Quando vamos lançar um novo produto ou uma campanha juntos ele me pergunta: “Que história a gente vai contar?” Paulinho entendeu há muito tempo que os bens e produtos que consumimos e vendemos não tem valor por si só. Eles têm apenas o valor que nós conseguimos enxergar neles. E para enxergarmos valor neles, eles precisam ter uma história, como se fossem uma pessoa. Quem comprou um pedaço quebrado do muro de Berlim não pagou pelo concreto, mas pela história que a aquela pedaço de concreto carregava consigo. Uma história de separação e reencontro, uma história de luta e liberdade, uma história que diz um pouco do que somos e do que queremos ser.

Esta semana os cidadão dos EUA retomam seu país de volta para si. A eleição de Barack Obama representa uma série de vitórias diferentes que em verdade representam uma só: o reencontro dos Estados Unidos da América com sua arma mais poderosa de conquista, com sua mais genial idéia vendedora: O sonho americano.

O desfecho da Guerra Fria nada mais foi do que a vitória do Sonho Americano sobre o Ideal Socialista. Porque todo mundo sabe que um ideal é por definição algo inatingível e portanto fadado  ao insucesso, mas que um sonho pode se tornar realidade. Era óbvio que o sonho levaria a melhor. Nesta eleição ele levou.

Mas a grande pegadinha é que o sonho sempre foi de todos e a realidade só de alguns homens brancos. Obama, por conta de sua história pessoal tão particular, conseguiu incorporar (no sentido de transformar idéia em corpo) um pouco dos sonhos de todo o mundo. Sua eleição e a coroação de um processo mundial que vem substituindo a imagem principesca dos líderes de outrora por homens com mais cara de ponto de ônibus e menos cara de campo de pólo.

Quando olho para Obama, Lula, Hugo Chavez, Evo Morales ou Rafael Correa não vejo muita diferença. Vejo refletidos ali todos nós: negros, índios, mestiços, brancos e asiáticos. Pela primeira vez na história, um encontro dos líderes da América não vai parecer um jantar de banqueiros na Suíça. E todas as avós do continente poderão passar a mão no cabelo de seus netos antes de dormir e pensar: este menino ainda vai ser presidente. E não será apenas um sonho. Será uma realidade possível. Ou como disse o Obama:” Vocês colocaram as mãos no arco da história e escolheram a esperança de um novo dia”.

Anúncios

6 Respostas para “A idéia que vendeu Obama

  1. no meio do festival de bobagens e maisdomesmo postados hoje sobre a eleição, teu texto e o do matias (http://www.oesquema.com.br/trabalhosujo/2008/11/04/eleicao-a-americana/) foram os melhores.

    a favor do candidato das multidões sim (como não ser?), mas sem pieguice, empolgação exagerada ou tom professoral cagarregrístico.

  2. Essa eleição estadunidense torna-se um marco na história política e com certeza em sua forma de fazer propaganda.
    As estratégias utilizadas para falar com os mais “variados” públicos foram decivas em relação às propostas apresentadas.
    A figura de Obama ficou visível e evidente para uma população mais do que americana, uma população mundial.
    Porém, com a proposta básica de mudança, alguns fatores relevantes valem ser apresentados e porque não discutidos: http://tfmoralles.blogspot.com/2008/11/eu-vejo-o-futuro-repetir-o-passado.html
    Abraços.

  3. moleque!!!!
    Não é que eu não tinha pensado por esse lado….
    Já te disse que cê devia virar psicólogo?
    Pelo menos eu pagaria por um mês de sessão cocê facin facin.
    Flow

  4. No último parágrafo acho que vc quis comentar sobre as diferentes etnias que teria numa Reunião de Cúpulas, mas bem que você podia dar um jeito de encaixar as mulheres e citar a Bachellet e a Kirchner….rs…rs…

    😛

    Kisses, Ro!

    Lilian

  5. Graças a essa frase, que ““as pessoas não compram produtos, elas compram histórias”, mudou o destino de um determinado projeto (fadado ao fracasso), e que o pessoal adorou! Valeu! Não paro de pensar nessa frase!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s